SEJA BEM VINDO

O Portal Buriti agradece sua visita. Volte Sempre.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

BURITI - VÍDEOS DA SEMANA. CAMINHADA REALIZADA ONTEM (12) PELO COMBATE A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL ORGANIZADA PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

A Secretaria Municipal de Assistência Social - SMAS com apoio da Prefeitura Municipal e através do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), organizou ontem (12) pela manhã, caminhada com funcionários das Secretarias de Educação, Saúde, Diretores e alunos das escolas
Inácia Vaz, Maria Luíza, Carmem Costa, Socorro Mourão e Major João Costa e todos os representantes do Conselho Tutelar de nossa cidade, para alertar e mobilizar a população sobre a não exploração do trabalho infantil.

A saída da caminhada ocorreu na Praça Baronesa Costa no Bairro Bacuri, por volta das 8h30m e percorreu a rua Santa Helena, Ely Sirqueira, Av. Candoca Machado, Praça Felinto Farias até a Av. Cel Lago Júnior,  e finalizaram o percurso no CAP ( Centro de Apoio Pedagógico), onde todos os alunos se serviram de um lanche.
Equipe do Conselho Tutelar apoiando a caminhada

No decorrer da caminhada foram distribuídos panfletos com orientações como "O Trabalho Infantil é proibido até que se complete 16 anos de idade" e as dez razões pelas quais a criança não deve ter a obrigação de trabalhar, que são as seguintes:
1ª  - Crianças ainda não tem seus ossos e músculos completamente desenvolvidos. Correm maior risco de sofrer deformações dos ossos, cansasse muscular e prejuízos ao crescimento e ao desenvolvimento, dependendo do ambiente e condições de trabalho a que forem submetidos.

2ª - A ventilação pulmonar (entrada e saída de ar dos pulmões) é reduzida, por isso, crianças tem maior frequência respiratória, o que provoca maior absorção de substâncias tóxicas e maior desgaste do que nos adultos, podendo inclusive levar à morte.
3ª - Crianças tem maior frequência cardíaca que os adultos para o mesmo esforço (o coração bate mais rápido para bombear o sangue para o corpo) e, por isso, ficam mais cansadas do que eles, ainda que exercendo a mesma atividade.

4ª - A exposição das crianças às pressões do mundo do trabalho, pode provocar diversos sintomas, como por exemplo, deres de cabeça, insônias, tonturas, irritabilidade, dificuldades de concentração e memorização , taquicardia e, consequentemente baixo rendimento escolar. Isso ocorre mais facilmente nas crianças, porque o seu sistema nervoso não está totalmente desenvolvido. Além disso, essas pressões podem causar diversos problemas psicológicos, tais como medo, tristeza e insegurança. 

5ª - Crianças tem fígado, baço, rins, estômago e intestinos em desenvolvimento, o que provoca maior contaminação pela absorção de substâncias tóxicas

6ª - O corpo das crianças produz mais calor que nos adultos quando submetidos a trabalhos pesados, o que pode causar dentre outras coisas, desidratação e maior cansaço.
Vídeo 1 - Percurso no bairro Bacuri
7ª- Crianças tem a pele menos desenvolvida, sendo mais vulneráveis que os adultos aos efeitos dos agentes físicos, mecânicos, químicos e biológicos.

8ª- Crianças possuem visão periférica menor que a do adulto, tendo menor percepção do que acontece ao seu redor. Além disso, os instrumentos de trabalho e os equipamentos de proteção não foram feitos para o tamanho de uma criança. Por tudo isso, ficam mais sujeitas a sofrerem acidentes de trabalho.
9ª- Crianças têm maior sensibilidade aos ruídos que os adultos, o que pode provocar perdas auditivas mais intensas e rápidas.

10ª - O trabalho infantil provoca uma tríplice exclusão: - na infância, quando perde a oportunidade de brincar, estudar e aprender; na idade adulta, quando perde a oportunidade de trabalho por falta de qualificação profissional; na velhice, pela consequente falta de condições dignas de sobrevivência.
Vídeo 2 - Caminhada próximo à SEMED (Secretaria Municipal de Educação)

 Vídeo 3 - Chegada na Praça da Matriz
Diante de todos esse motivos do porque não devemos explorar o trabalho infantil, a Secretaria de Assistência Social de Buriti, desenvolve as seguintes ações estratégicas com o objetivo da total erradicação desse tipo de exploração:
- Informação e mobilização nos territórios de incidência de trabalho infantil para propiciar o desenvolvimento de ações de prevenção e erradicação do  trabalho infantil;
- Identificação de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil;
- Proteção social a crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil e suas famílias;
- Apoio e acompanhamento das ações de defesa e responsabilização;
- Monitoramento das ações do PETI.
Chegada ao CAP (Centro de Apoio Pedagógico)



Dona Ivonilce Mourão, Secretária de Assistência Social fazendo convite para palestra a noite com o Juiz de nossa Comarca
Equipe da Secretaria de Assistência Social e vereadora Andréa Costa
Professores e alunos do Colégio Socorro Mourão (COSMO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário