SEJA BEM VINDO

O Portal Buriti agradece sua visita. Volte Sempre.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

REGIÃO - VÍDEO DA SEMANA COM REPORTAGEM DO MOMENTO DO RESGATE DOS CORPOS NA CASA DA EMPRESÁRIA TOINHA EM COELHO NETO. PRINCIPAL SUSPEITO PELA MORTE DA EMPRESÁRIA DA JOAMAN CALÇADOS AINDA NÃO SE APRESENTOU À POLÍCIA. CASO NÃO SE APRESENTE NOS PRÓXIMOS DIAS, SERÁ CONSIDERADO FORAGIDO, DIZ DELEGADO.


Ainda não se apresentou à Polícia Civil no município de Coelho Neto o empresário apontado como suspeito pelo duplo homicídio na cidade. O crime aconteceu nesta terça-feira (08).

De acordo com informações do delegado Sidney Tenório, titular de Coelho Neto, a polícia trabalha com duas linhas de investigação. A primeira seria de duplo homicídio, praticado
pelo empresário José Oscar de Azevedo Silva. A segunda seria por legítima defesa, em que o lojista teria visto a mulher sendo morta e desferiu tiros contra o empregado da casa.
Caso o empresário não se apresente nos próximos dias à polícia, ele vai ser considerado foragido. “Falei aos parentes do empresário que por não se apresentar aumentam as evidências contra ele”, afirmou o delegado Tenório.
Segundo o laudo do exame cadavérico, feito pelo hospital Municipal de Coelho Neto, a mulher identificada como Antônia Gomes da Silva, 43 anos, foi morta por espancamento. No corpo da vítima, sinais de pancadas na cabeça, além de lesões de defesa nas mãos. Ela chegou a ser socorrida, mas chegou ao hospital sem vida.
José Adalmir da Silva, 44 anos, foi morto com seis tiros de revólver calibre 38. A polícia acredita que a arma tenha sido recarregada, já que mais projéteis foram encontrados no chão da casa dos empresários.
Os corpos, do serviços gerais da casa, e da empresária foram sepultados nesta quarta-feira (09). Cinco pessoas já foram depor e dois dos três filhos dos empresários devem comparecer à delegacia nos próximos dias.

Fonte: Idifusora. com

Nenhum comentário:

Postar um comentário