SEJA BEM VINDO

O Portal Buriti agradece sua visita. Volte Sempre.

terça-feira, 18 de junho de 2013

BRASIL - VEM PRA RUA - MÚSICA TEMA DE COMERCIAL DA FIAT É USADA EM PROTESTOS E A EMPRESA TIRA O MESMO DO AR - CONFIRA VÍDEO COM CENAS DOS PROTESTOS E A MÚSICA AO FUNDO

Foto: Fiat/Divulgação
A Fiat resolveu tirar do ar a campanha "Vem pra rua", criada para a Copa das Confederações. A montadora cogitou trocar o slogan da campanha, mas na noite dessa segunda (17) anunciou que a campanha será encerrada nos próximos dias, ‘conforme programação original’.

Com letra composta por Falcão, do grupo ‘O Rappa’, a música tinha o objetivo de convocar o brasileiro a torcer pela Seleção durante a Copa das Confederações. O refrão da música diz: “porque a rua é a maior arquibancada do Brasil”.

No entanto, a letra também é um estímulo para quem protesta contra o aumento das tarifas de ônibus - o movimento também pede que as pessoas saiam às ruas. Segundo fontes, a montadora cogitou trocar o slogan ‘Vem Pra Rua’ por ‘A maior torcida do Brasil’.

Montagem divulgada na Internet desde sexta-feira (14) transformou a música de Falcão em trilha sonora para um vídeo com imagens da repressão policial aos protestos da quinta-feira (13), em São Paulo. O vídeo já tem quase 200 mil visualizações em apenas três dias. Clique abaixo e assista o vídeo...

Em comunicado oficial, a Fiat informou que a campanha ‘Vem Pra Rua’ foi elaborada para “com foco único e exclusivo na Copa e na alegria e paixão que o futebol desperta nos brasileiros”. Segundo a montadora, "a campanha pretende celebrar os eventos esportivos sediados no Brasil e que a ação encerra-se nos próximos dias, conforme programação original”.


O vídeo da Fiat juntava o futebol e o automóvel, duas paixões nacionais, segundo a empresa. Porém, a canção acabou se tornando um estímulo para quem protestava contra o aumento da passagem de ônibus e contra o excesso de carros nas ruas. Muitos jovens cantam a música de Falcão e portam cartazes com o refrão ‘vem pra Rua’, usado também como tag nas redes sociais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário